SAÚDE DE TRAJANO TREINA PROFISSIONAIS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA ATRAVÉS DE PROJETO PILOTO DE RESGATE

POR DOUGLAS SMMITHY

Foram dois dias de curso intenso! Os profissionais da Atenção Primária do município de Trajano de Moraes receberam treinamentos com um único objetivo: salvar vidas! A prefeitura de Trajano de Moraes, através da Secretaria Municipal de Saúde – treinou os funcionários em projeto piloto na região. De acordo com os instrutores, essa é a primeira equipe a ser treinada com táticas de resgate. O prefeito Rodrigo Viana, o secretário municipal de Saúde, Júnior Azevedo e a enfermeira Michelli Machado Campos estiveram na abertura do curso.

O prefeito Rodrigo Viana destacou o impacto que a falta de profissionais de resgate qualificados na cidade pode causar na vida de várias pessoas. “Esse treinamento capacitará nossos profissionais da Atenção Primária no primeiro atendimento. Sendo assim, em casos graves e urgentes, os profissionais de Atendimento Pré-hospitalar – APH, vão se tornar peças fundamentais no salvamento da vida da vítima”, explicou.

O APH é o atendimento feito antes mesmo de o paciente chegar ao hospital. O secretário da pasta, Junior Azevedo destacou a importância do treinamento na vida de cada profissional da Atenção Primária. “Ao término, cada um de vocês estará apto para realizar no local em que a vítima sofreu o acidente um atendimento mais qualificado. Trajano de Moraes é enorme em extensão territorial e isso faz com que o socorro demore algumas vezes a chegar ao hospital. Esse curso dará condições a cada um de vocês realizarem um atendimento mais técnico”, comentou.

Em situações em que o estado do paciente é muito grave, o APH torna-se essencial para a vida da vítima. Tendo em vista que o trajeto do local em que a vítima está até o hospital são minutos fundamentais para a vida da pessoa. Então, além de profissionais qualificados tecnicamente, uma boa equipe precisa estar preparada física e emocionalmente e com os equipamentos adequados, já que o transporte da vítima precisa ser rápido e seguro.

“Importante dizer que o APH não envolve somente os profissionais encarregados do atendimento no local, ou seja, é uma área multidisciplinar, pois se trata de um trabalho em equipe que engloba diversas áreas. Então, fica claro de que, além do conhecimento técnico, os materiais de APH são essenciais no atendimento pré-hospitalar, como o caso do torniquete para estancar hemorragia”, exemplificou o instrutor Edmilson Pontes Santos – militar do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro.

Link permanente para este artigo: https://trajanodemoraes.rj.gov.br/saude-de-trajano-treina-profissionais-da-atencao-primaria-atraves-de-projeto-piloto-de-resgate/

Skip to content